Centro Nacional de Referência em Biomassa ....................................................................................................... | fale conosco |

BIOMASSA NO MUNDO ..................................................... . . . . . . . voltar para os tópicos

Na historia a biomassa acabou perdendo sua liderança histórica para a energia do carvão e, posteriormente, com o crescimento contínuo do petróleo e do gás natural, a utilização da biomassa foi reduzida praticamente às residências em regiões agrícolas.

No entanto, com o aumento das discussões ambientais, a maioria dos países, em maior ou menor intensidade, vem promovendo iniciativas para a utilização de energias alternativas renováveis.

Com isso, quando analisadas as tecnologias de energias renováveis suficientemente maduras, a biomassa utilizada em processos com alta eficiência se destaca por possuir a flexibilidade de suprir energéticos tanto para a produção de energia elétrica quanto para a mobilidade no setor de transportes (CORTEZ; LORA; GOMEZ, 2008).

Segundo informações da Agência Internacional de Energia (IEA), dentro de aproximadamente 20 anos cerca de 30% do consumo total de energia será a partir de fontes renováveis. Atualmente, segundo gráfico X, as energias renováveis representam um pouco mais de 12% da matriz mundial, sendo que a biomassa total participa em 9,73%.

Figura 7.1. Oferta mundial de energia primária em 2008
Fonte: IEA, 2008; JOHANSSOM e GOLDEMBERG, 2004; REN 21, 2008 (elaboração CENBIO)

Segundo Cortez; Lora; Gomez (2008), baseado em dados da OLADE (2004), a tabela 7.1 mostra a produção de energia até 2003. Os dados mostram que o petróleo continua sendo o principal energético produzido no mundo. Com relação à biomassa, as principais regiões produtoras são: Ásia e Austrália, América Latina e Caribe, que também são as regiões com o maior potencial para aumentar o uso dessa fonte renovável. As regiões como Europa e Oriente Médio tem a menor disponibilidade de biomassa.

Tabela 7.1. Produção de energia das principais regiões no mundo (106 bep)

Região
Petróleo
Gás Natural
Carvão Mineral
Eletricidade (hidráulica)
Biomassa
Total

América Latina e Caribe

3.556,50

1.242,06
315,66
572,02
764,33
6.450,57
África

2.869,65

917,28
990,78
157,32
726,98
5.662,01
Ásia e Austrália

2.707,67

2.013,98
9.494,88
1.754,01
1.557,80
17.528,34
Oriente Médio
7.880,85
1.670,99
4,32
21,62
7,93
9.585,71
América do Norte
3.480,33
4.734,11
4.212,42
2.512,25
599,12
15.538,23
União Soviética antiga
3.697,29
4.689,44
1.516,68
779,00
312,85
10.995,26
Europa
2.197,07
1.950,57
1.610,58
2.544,17
255,46
8.557,85
Total
26.389,36
17.218,43
18.145,32
8.340,39
4.224,47
74.317,97

Fonte: OLADE, 2004

Ainda em Cortez; Lora; Gomez (2008), tabela 7.2, é possível observar a produção de energia da biomassa nessas regiões de 1999 até 2003. Nesse período houve um aumento na produção de biomassa, guiados pelo aumento no uso dessa fonte, desenvolvimento de tecnologias e redução de custos.

Tabela 7.2. Produção de energia da biomassa nas principais regiões no mundo (106 bep)

Anos
África
América do Norte
Ásia e Austrália
Europa Ocidental
América Latina
Oriente Médio
Rússia - Europa Oriental
Total

1999

721,20

591,71
1.545,39
253,42
700,25
7,93
310,36
4.130,26
2000

722,64

593,55
1.548,49
253,93
678,54
7,93
310,98
4.116,06
2001

724,08

595,40
1.551,58
254,44
697,41
7,93
311,60
4.142,44
2002
725,53
597,26
1.554,68
254,95
712,78
7,93
312,23
4.165,36
2003
726,98
599,12
1.557,79
255,46
764,33
7,93
312,85
4.224,46

Fonte: OLADE, 2004

Esses dados mostram que a América Latina foi a região que mais aumentou sua produção de biomassa, em média 2,28% por ano. O crescimento médio mundial foi de 0,57% (CORTEZ; LORA; GOMEZ, 2008). Vale ressaltar que essas análises foram baseadas em dados de 2003, porém acredita-se que apesar da variação nos números absolutos, a tendência permaneceu a mesma nos anos que se sucederam.

voltar para os tópicos